Mardilê Friedrich Fabre

Só Emoções

Meu Diário
08/08/2010 17h59
Cores e Formas
Somos um grupo afinadíssimo que se reúne uma vez por semana num gostoso happy hour.
 
Dia 5 deste mês, fomos, minhas amigas do happy e eu, ao vernissage da artista plástica Nilda Fabre. A amiga Heloísa Paz descreveu o evento nesta crônica lírica, impregnada de sensibilidade. Com a permissão dela, publico-a aqui. Um texto tão delicado e emotivo não pode ficar guardado numa pasta de arquivo no computador, tem que sair a público para que as pessoas possam lê-lo.




 
Cores e Formas.
 
A música flui pelo ambiente, densa, alegre, sonora, sensível. Um quarteto espalha as notas musicais.
 
          Cores.
 
A conversa interrompe pensamentos, inebria os sentimentos, sacode e espanta o frio.
 
          Cores.
 
Reencontros. Abraços e afagos, risadas. Exposição, pensando na possibilidade da ajuda, do acarinhamento.
 
         Cores e formas.
 
Troca de receitas culinárias, relatos de viagens. Algumas fofocas. Risadas. Alegria, cumplicidade, bem-querer.
 
        Cores e formas.
 
        Cores? Simbólicas.
 
        Formas? Místicas.
 
A alma da artista espalha sentimentos em nossas almas, que ficam como as velas levemente enfunadas de um belo veleiro no mar.
Sentimentos feitos com mil cores e com sabor de musse de chocolate
.

 
                                                                                   Heloisa Paz 05/08/10





                                                                                                    

Publicado por Mardilê Friedrich Fabre em 08/08/2010 às 17h59
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Mardilê Friedrich Fabre ( http://www.recantodasletras.com.br/autores/mardile)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Site do Escritor criado por Recanto das Letras